Encare seus medos

Uns dois dias atrás eu tive um sonho. Sonho não, um pesadelo do pior tipo. Sabe quando você acorda e o pesadelo fica contigo o resto do dia, como uma pedra pesada em cima do seu peito? Esse tipo de pesadelo.

No sonho, eu era perseguida por uma cobra. Eu sabia que a cobra era venenosa, pela aparência áspera das escamas, pelo formato da cauda e pelas pupilas. Era uma cobra preto e branca, muito similar a uma urutu-cruzeiro com as cores invertidas.

Oi gente tutu pon (Via)

A cobra era agressiva, vinha atrás de mim, era rápida. Mas eu sempre conseguia escapar. Ela me perseguiu por toda a fazenda do meu vô, na beira da represa, até dentro da casa. Um hora eu consegui agarrar ela e ela me olhou nos olhos. Eu estava com medo, mas não deixar de encarar. Quando eu finalmente consegui matar ela, ela inflou como um balão e…

…explodiu. Ela liberou um gás que irritou minha garganta e meus olhos.

Então, o que eu faço disso tudo? Eu sou especialista em interpretar os sonhos alheios, não os meus próprios. Sabe cabeleireira que não consegue cortar o próprio cabelo? Tipo isso.

Eu cresci com muito medo de cobra. A vida inteira nós ouvimos sobre as cobras venenosas que se escondiam no mato, entre as pedras. As sucuris que moravam na represa. O que mais causava medo era também o que mais me fascinava. A expressão mais primitiva de tudo que eu temia. Engraçado que nem lembrava que sentia tanto medo até ter esse sonho.

Talvez por isso mesmo eu tenha escolhido uma cobra pra minha primeira tatuagem. Porque eu tenho medo sim. E eu estou viva. E se tem alguma coisa que eu consegui absorver desse sonho é que, por mais que eu sinta medo, eu consigo encarar. Sem fugir.

Tenha medo, mas faça de qualquer jeito. O mais importante é a ação. Você não tem que esperar até ter confiança suficiente. Apenas faça. E eventualmente a confiança vai surgir. ❤️

Encare seus medos. Aprenda com eles. E nunca, jamais deixe de viver por conta deles.

2 comments / Add your comment below

Leave a Reply