(BEDA) Passando vergonha

Dê o play nessa música antes de ler esse post.

Eu tenho toda uma história de vida baseada em fazer bosta e passar vergonha. Às vezes eu passo vergonha porque sou o estabano em pessoa e meto os pés pelas mãos com certa frequência. Mas na maior parte do tempo, eu passo vergonha porque to tentando ser uma mocinha bonitinha e educada. Obviamente, eu falho miseravelmente nesse quesito.

Hoje foi o primeiro dia de aula do semestre e, apesar de já ter dado aula pra essa turma, sempre rola uma timidez inicial. Pra descontrair, o livro sugere uma atividade em que contamos sobre momentos embaraçosos que ocorreram recentemente. Apesar de ter mostrado a bunda pra metade do pessoal da fábrica onde eu trabalho recentemente, a primeira história que me veio à cabeça foi outra.

Eu tive que ir no centro da cidade com um moço muito bonito esses tempos. E, sabendo que estaria com ele, eu quis ir arrumadinha né. Não sei se vocês conhecem minha cidade, mas estamos falando de morros íngremes e ruas antigas de paralelepípedo. Mas eu gosto de viver perigosamente e coloquei um salto alto. E foi tudo bem até estarmos voltando pro carro e o meu salto ficar preso em uma grade na calçada.

PUTA. QUE. PARIU. Sabe quando tu quer ir mas o pé fica? Daí tu força e o sapato fica pra trás ahahahaha? Pensa no desespero da pessoa tendo que arrancar o scarpin da grade e tendo que fazer cara de paisagem enquanto o moço bonito tá te observando? ARGH! 

Pelo menos funcionou, meus alunos se identificaram com a história  e começaram a compartilhar os próprios momentos embaraçosos. Eis que uma das alunas compartilha a seguinte pérola:

Eu estava descendo uma escada com um vestido muito curto e salto muito alto. Daí vi um menino bonito no pé da escada e não vi que o salto enroscou no vestido. Eu fiquei presa, me debatendo como um peixe fora d’água. Precisei da ajuda de um amigo pra me desenroscar.

Eu caguei o salto do meu sapato favorito, mas não há nada que se compare a dor de passar vergonha na frente de quem tu tá tentando impressionar.

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) Ser adulto

O que é ser adulto pra vocês?

Quando eu era pequena eu achava que ser adulto era fazer o que você tinha vontade. Agora que eu cresci eu entendi que ser adulto é exatamente o contrário. Ser adulto é ter vontade de fazer um monte de coisas, porém não fazer porque:

a) não é certo;
b) faz mal pra você;

Ainda assim, eu não trocaria minha vida “adulta” por nada. Porque todas as minhas escolhas ruins, tudo que eu passei nos últimos tempos, todas as experiências – boas ou más – me tornaram quem eu sou hoje. E tá bom, posso até não ser grandes coisas, mas eu estou muito feliz.

Quer dizer… Ainda assim eu tomo decisões baseadas em impulso e sou toda cheia de querer. Eu quero, eu tenho vontade, eu vou lá e faço. E sendo adulta, só eu posso ser culpada pelas minhas decisões ruins. No fundo somos crianças que aprenderam a se comportar e a fingir que tá tudo bem enquanto tá tudo desabando ao seu redor.

E tá tudo bem galera! Ou vai ficar bem!

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) Top 7 motivos pelos quais inverno é uma bosta

Você gosta de inverno? Então sai que esse post não é pra você!

1) Eu sou mulher
O que significa que toda vez que eu preciso ir ao banheiro, eu sou obrigada a sentar no vaso sanitário.

2) Todo mundo se veste igual
E vocês tem a cara de pau de falar que “as pessoas ficam mais elegantes no frio”. Elegância não tem a ver com estação e vocês tem um encosto cafona que acha que chiqueza é bota e cachecol. Sai dessa vida. Elegante é não precisar ficar ensaiando pra tomar banho. E falando nisso…

Será que eu poderia estar usando mais roupas?

3) As pessoas pulam o banho
E pior, ainda acham que ninguém repara! Amiguinho, eu to sentindo esse seu cheiro de lobinho do outro lado da sala, seu aspirante a Cascão. Não é porque tá frio você vai parar de feder.

E passa um desodorante também, seu animal!

4) O serviço de casa fica duplamente difícil
Aposto que quem gosta de frio não lava banheiro e nem a louça. A água parece que vira nitrogênio líquido e as cutículas ficam dez vezes mais sofridas.

5) Os efeitos secundários são horrorosos
A pele fica ressecada. O nariz fica escorrendo e descascando de tanto assoar. A boca fica rachada e cheia de pereba. E vocês ainda tem a cara de pau de falar que é uma estação pra ficar juntinho! Juntinho só se for pra dividir a cartela de coristina e o rinosoro.

6) Acordar cedo vira uma batalha muito maior
Porque se antes você tinha que lutar com os travesseiros e o lençol pra ser levantar, agora você ainda tem que enfrentar os reforços. No meu caso eu tenho que brigar com o edredom, o cobertor, as meias de lhama e a minha vontade de estar morta. 🙂

7) Tem que aguentar os chatos que gostam de frio
A não ser que vocês me chamem pra comer caldos e fondue. Daí aturo vocês de boa.

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) Vizinhos do barulho

Quando minha mãe me disse que a casa ao lado da nossa havia sido comprada, eu já senti um frio na espinha. Dá pra ouvir absolutamente tudo que a a gente faz e vice-versa, já que a parede é compartilhada entre as duas casas. A gente tenta não sofrer por antecedência, mas eu já sabia que ia dar bosta isso.

Logo no dia da limpeza dava pra ouvir aquela zona vindo da casa ao lado. E embora fossem apenas umas quatro pessoas, parecia que estava rolando uma micareta no vizinho. Não ajudava o fato deles terem uma cachorra. Da pobre cachorra eu nunca ouço nada, mas a vizinha briga o dia inteiro com ela. A coitada deve achar que o nome dela é “Não, Mel!”.

Mamãe, sendo a pessoa boa e educada que é, já foi conversar e fazer amizade. É um casal jovem, evangélico, sem filhos. Parece uma boa combinação para silêncio e tranquilidade, certo? ERRADO. O vizinho trabalha de madrugada e eu escuto a criatura chegando em casa todo dia às duas da manhã. E acordo com o barulho dele chegando, a mulher gritando com a cachorra e batendo portas, os dois batendo papo madrugada adentro.

Mas hoje… Hoje amiguinhos o universo cagou na minha cabeça mais uma vez. Eu acordei assustada lá pelas três da manhã com o barulho da casa ao lado. E era um negócio que eu realmente não estava esperando…

Presta atenção no horário que eu postei isso no Twitter

A mulher parecia o gemidão do Zap! Eu ouvia com aquela vontade louca de bater com um cabo de vassoura na parede. Qué dizê, se eles fossem bonitinhos a gente até pensa em se oferecer pra participar, mas são duas coisinhas feias. IMAGINA SE ELES RESOLVEM SE REPRODUZIR? Sei que a dona gemidão continuou por uma meia hora ainda (ritmo bom, ponto pra eles) e do nada parou. Eu sou barulhenta pra caralho, não to negando, mas a mulher era um nível filme pornô, aqueles gemidos meio falsos sabe?

Quase bati lá pra perguntar como que tinha sido, porque ouvindo tudo tão perfeitamente do meu quarto eu sinto que também participei e queria dar um feedback pra performance. Sei que eles ainda foram tomar banho e ficaram um tempão batendo papo.

E a trouxa aqui além de ouvir a foda alheia ainda perdeu o sono lembrando de coisa que não devia e só foi dormir lá pelas 5 da manhã. Quando o despertador tocou 6 da matina e me acordou de um sonho daqueles eu queria estar morta. Mas tendo lua em escorpião e coração ultrapeludo, eu ignorei toda a maturidade e fiz o que achei que devia: liguei a TV no último, bati porta, conversei com minha mãe gritando e cantei Milionário e José Rico.

Trepa em silêncio, porra. Fica rasgando dinheiro na cara de pobre.

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) Exportando para o Peru: um guia longo e duro (parte II)

Vocês conhecem o Peru? Conhecem tudo ou só uma parte? Infelizmente eu só conheço por foto, mas espero mudar isso muito em breve. 🙂

Sei que ontem eu estava meio pra baixo, mas faltando 5 minutos pra eu sair meu contato da matriz me chamou no skype pra dar uma notícia maravilhosa: ia entrar MUITO Peru! Mas o gringo não deixou nem eu respirar e colocou tudo de uma vez. Fiquei até atordoada. Quase sessenta pro Peru, assim, do nada. A vontade que deu foi sair gritando pela fábrica que estava entrando muito Peru, pra que todo mundo já ficasse preparado. O Peru é duro! Se não houvesse uma preparação antes, muita gente podia acabar na mão.

Já virei pro meu chefe e avisei que estava entrando Peru. Ele rebateu “Lá vem você com essa conversinha de novo!”, mas eu estava falando muito sério. Um negócio grande assim exige muito cuidado. O gringo estava esperando uma posição minha mas eu avisei que só conseguiria dar uma posição mais firme pra ele no dia seguinte. Tanto Peru assim precisa coordenar com muita gente, se ficasse só na minha mão eu não daria conta.

Gente só de pensar no Peru eu já fico asjdakjshdkjahsdkj

Logo de cara já tem um Peru de 24 e eu juro pra vocês, é o maior Peru que eu já encarei desde que comecei a trabalhar com exportação. Meu principal problema com o Peru é que ele entra fácil, mas depois é aquela enrolação pra sair. Tudo bem, desde que o cliente saia satisfeito e querendo mais. E tomara que o Peru continue crescendo!

Eu só queria dizer que não há nada como o Peru entrando pra gente parar de pensar no que não deve. Acho que era por isso que eu estava triste: estava faltando Peru na minha vida. Agora estou com Peru até o talo e estou rindo à toa!

E vocês parem de pensar besteira que eu estou falando de trabalho, ok?

Banner fofo feito pela Cacá!

 

(BEDA) Stay high

Eu escrevo por dois motivos: pra me lembrar e pra não esquecer. Pra me lembrar de momentos bons que eu queria que fossem eternos. Pra não esquecer de momentos ruins e de como eles passam. No fundo eu escrevo porque nada nessa vida é pra sempre. Nem felicidade, nem tristeza. Eu já escrevi tanto em outros posts que não posso publicar, tanta coisa que eu queria dizer…

Mesmo sabendo o que ia acontecer, a gente nunca está 100% preparado. A sensação que eu tenho é a de crise de abstinência. Uma falta de algo que eu sei muito bem, mas que eu não posso ter. Eu sabia que ia ser duro, mas não achei que fosse ser tanto. E eu sei que sou uma pessoa ruim e que não é justo. Não é justo.

Estou triste agora, mas vai passar. Vai passar sim. Eu espero de todo coração que passe a tempo. Enquanto isso vamos ocupando a cabeça com o BEDA, os dois empregos e a vida que segue. 🙂

Spend my days locked in a haze
Trying to forget you babe
I fall back down
Gotta stay high all my life
To forget I’m missing you

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) Louca dos perfumes

Perfume é uma parte importante da minha vida. Minhas memórias olfativas são muito fortes e eu estou sempre procurando cheiros novos pra fazerem parte da minha vida. Eu não me importo de gastar com perfume porque é uma coisa muito poderosa pra mim. Ele muda o seu humor, faz com que você se sinta mais bonita e confiante (e sexy). E esses são os que eu estou usando no momento (do menos para o mais querido)

1) Dot (Marc Jacobs)
Esse perfume é pra menininhas e eu uso porque ele é fresco e alegre. Geralmente é meu perfume de sábado. Não é dos meus favoritos, estou usando mais pra gastar do que qualquer outra coisa. Tem floral branco e baunilha, então já to feliz por isso.

2) Daisy Dream (Marc Jacobs)
Perfume de boa moça, comportada e temente a deus. TUDO O QUE EU NÃO SOU HUAHAUHAUHAUAHUAH! Desculpa gente, mas ele é bem qualquer coisa. É um perfume pra usar pra conhecer os pais do namorado, delicado e inofensivo. Eu uso ele bastante pra dar aulas.

3) L’Elephant (Kenzo)
Eu estava enlouquecida atrás desse perfume por conta das notas (baunilha, cravo e cardamomo), ele tem um cheiro louco de calor e selva e tempero. É forte demais também hahahaha! Amei, mas minha mãe gostou mais dele que eu então talvez ela use mais.

4) CH (Carolina Herrera)
Eu odeio Patchouli, mas nesse perfume fica até tolerável. Ele faz com que eu me sinta mais velha e às vezes quando preciso de uma dosezinha extra de confiança eu uso esse perfume. Não amo de paixão, mas uso quando quero algo diferente e elegante.

5) Jasmin Noir (Bvlgari)
Eu estava curiosa pra experimentar por causa das notas (eu amo florais brancos), então comprei uma miniatura. Talvez quando eu tiver mais de 40 anos eu use muito esse perfume, mas no momento parece que eu ainda não tenho idade pra “sustentar” ele, sabe? Falta experiência e elegância e eu meio que me sinto uma farsante usando hahahaha!

6) Baiser volé (Cartier)
Esse perfume é TUDO DE MARAVILHOSO e eu adoro ele! É meu perfume de verão e tem cheiro de riqueza. Eu amo perfumes fortes e doces, mas esse não é nada disso. Ele é puro lírio, um campo ensolarado aberto e cheio de lírios. Aceito um novo de presente, o meu tá no finzinho. 🙁

7) Hypnôse (Lancôme)
Esse é de longe meu perfume mais vulgar. Ele não tem nada de elegante, é pura baunilha e tem algo de animal dele. Quer conquistar o crush? Usa esse perfume. É o perfume favorito do crush errado. Estou no segundo vidro dele e provavelmente vou comprar um terceiro.

8) Classique (Jean Paul Gaultier)
Esse perfume é a irmã mais velha do Hypnôse. Mais elegante, mais refinada mas ainda sim muito biscate hahahaha! É o que eu mais tenho usando ultimamente.

9) Poison (Dior)
Eu queria ter mais oportunidades pra usar esse perfume, porque ele é maravilhoso (e forte pra caralho, puta que pariu). Essa semana eu estava vivendo um momento mais vida loka e usei ele. Eu imagino que se a Killer Queen usasse um perfume, seria esse. Perfume de mulher perigosa.

E vocês, usam perfume? Gostam? Compartilhem que eu quero conhecer mais perfumes!

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) 7 Lições que meu pai me ensinou

1) Meu pai me ensinou a ser uma pessoa forte
Diante de situações difíceis, meu pai sempre dizia palavras encorajadoras: “Minha filha, você é um homem ou um saco de abóbora?”

2) Meu pai me ensinou a ser cautelosa com os animais
– Minha filha, não passa perto do chiqueiro dos porcos.
– Por que, pai?
– Porque eles vão ver essas suas pernas brancas e vão achar que são mandiocas e vão querer te morder!

3) Meu pai me ensinou a usar muito perfume
Nas palavras do próprio, ele andava “mais cheiroso que penteadeira de puta”.

4) Meu pai me ensinou a não ser afobada
“Minha filha, parece até que você vai tirar a mãe da zona”

5) Meu pai me ensinou que medo gera respeito
Mano, eu tinha medo demais dele hahahahaha!

6) Meu pai me ensinou a apreciar música
Ele amava me ouvir tocar e ficava parado ao lado da janela do meu quarto do lado de fora, meio escondido.

7) Meu pai me ensinou que o tempo que temos aqui é muito curto

Nosso tempo aqui é curto demais. Ame enquanto pode. Aproveite a companhia das pessoas que você ama. Num dia estamos aqui e amanhã nunca se sabe.

Feliz dia dos pais 🙂

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) TAG: Me conhecendo melhor

Mais uma tag, essa eu roubei da Isadora!

1. Você se considera uma pessoa do dia ou da noite?
Eu funciono muito melhor de noite – desde que eu consiga dormir 8 horas depois.

2. Você coleciona alguma coisa?
Fora crushs errados? Pedras preciosas e perfumes! Eu gosto de coisas bonitas e brilhantes. E perfume não é luxo, é necessidade pra mim.

Algumas das ametistas que eu tenho. Também tenho esmeraldas, quartzos e pedras da lua. Tenho vários tipos de cristais e no momento estou atrás de uma padparadscha, que é uma safira rosa-alaranjada. Fica a dica caso você queira me dar um presente. Meu aniversário é 18 de dezembro. 😉

3. Qual era o seu programa preferido quando criança?
Eu amava ver Pica-Pau e Chaves, aliás até hoje se estiver passando eu assisto.

Meu episódio favorito do Pica-Pau é Alley to Bali, de 1954.

4. Sobre o que você pensa antes de dormir?
Eu tenho repassado alguns momentos das últimas semanas, algumas frases que eu ouvi e que ficam reverberando na minha cabeça. Algumas palavras. Basicamente a cabeça tá uma merda e eu não sei como tenho conseguido dormir. 🙂

5. Qual a sua cor favorita?
Rosa! Amo, mas não uso muito. Minhas roupas são quase 100% pretas, brancas ou azul-marinhas. Na verdade eu amo todas as cores menos o verde. O verde pode ir se foder.

6. Você é viciada em algum vídeo-game ou jogo de computador?
Eu já joguei bastante de tudo, hoje não tenho vício em mais nada. Acho que não dá tempo hahaha!

7. Você tem algum hábito ruim?
Às vezes eu tenho alguns comportamentos destrutivos (tipo querer o que eu não posso ter), mas juro que estou tentando melhorar.

8. Você tem irmão ou irmã?
Dois irmãos mais novos. Nós nos damos muito bem, especialmente porque um não mora com a gente e o outro dorme durante o dia pra trabalhar de noite.

9. Você tem alguma tattoo ou piercing?
Eu fiz a minha primeira tattoo em abril e queria fazer um milhão mais. Mas a gente tem prioridades na vida, e eu quero voltar a doar sangue o mais rapidamente possível. Já piercing eu até cheguei a ter, mas acabei tirando por motivos de: sou alérgica a todos os metais com exceção do aço cirúrgico. De que adianta ter os furos se qualquer coisa que eu coloco me deixa toda empolada? Fora que não tem muito a ver comigo, então achei melhor tirar.

10. Qual a sua flor favorita?
Eu amo orquídeas! Você sabia que o nome orquídea vem do grego “órkhis” que significa “testículo” e “eidos” que significa “forma”? E agora, estão com vergonha de presentar a mãe de vocês com uma orquídea? 😀

11. Quando pequena, o que você queria ser quando crescesse?
Médica Veterinária ou arqueóloga, culpa do Indiana Jones hahaha!

12. O que você guarda embaixo da cama?
Às vezes eu perco uns pés de sapato por lá, mas normalmente não guardo nada.

13. Você se considera organizada ou bagunceira?
Bagunceira pra caralho. Às vezes eu estou trabalhando e minha mesa tá uma verdadeira várzea com um milhão de coisas em cima. Apesar disso, eu me acho na minha bagunça e fico perdida quando outra pessoa mexe nas minhas coisas.

14. Se você pudesse viver em qualquer lugar do mundo onde seria?
Natal!

15. Qual o seu filme favorito?
Eu acho que eu não tenho um filme favorito? Talvez eu tenha trilogias favoritas? Star Wars e Indiana Jones.

16. Qual o ator ou atriz que dizem que você se parece?
Meu irmão fala que eu me pareço com a Miss Piggy porque eu sou uma porquinha cor-de-rosa. Eu por acaso já falei que eu amo meu irmão????

17. Diga uma coisa que as pessoas não sabem sobre você.
Eu gosto de compor músicas pra pessoas que marcaram minha vida. Eu estudei música e sei tocar piano e ler partituras. Também sou capaz de ouvir uma música uma vez e reproduzir ela no piano sem precisar da partitura.

18. Qual a última mensagem do seu celular?
Débito do meu cartão do banco. Gastei mais ou menos hoje: dois conjuntos de calcinha e sutiã, uma saia, uma blusa, o almoço com a mamãe, meia dúzia de produtos de beleza e ração e areia pras gatas. Xau salário hahahaha!

Banner fofo feito pela Cacá!

(BEDA) O dia que o crush errado leu meu blog

Pare tudo o que você está fazendo agora e me responda sinceramente: o que você faria se seu crush caísse no seu blog e lesse tudo o que está escrito lá? Qual você acha que seria a reação dele?

Quando você pensa que a sua cota de vergonha já está esgotada pro resto da sua vida, vem o universo e faz o quê? Isso mesmo, caga na sua cabeça mais uma vez. Oi gente, meu nome é Mariana e eu tenho um blog (CÊ JURA???). E não tem nada de mais no meu blog. Às vezes eu posto umas putarias, mas né, isso faz parte de mim enquanto pessoa. Acho que o pior problema do meu blog é que eu escrevo muita groselha e falo muito palavrão. Elegante sim, desbocada idem.

Como eu dizia… Não tem nada de mais no blog. Inclusive eu tinha até passado um link pra ele ler um negócio que eu tinha escrito. O que eu não esperava era que ele fosse ler basicamente tudo que eu escrevi em agosto. Todas as minhas várias menções ao meu crush errado (que é ele). Mas é o tipo de coisa que você não espera. Hoje por exemplo ele chegou pra mim e disse que teve que se segurar para não rir alto lendo o post em que eu contei sobre a calça rasgada. Daí ele perguntou o que seria um crush. Vocês já tiveram que explicar pro crush de vocês o que era um crush???

AI MDDC QUE VERGONHA

Eu sei lá o que ele pensou enquanto estava lendo, mas ele disse que eu sou criativa e que eu deveria arranjar um jeito de ganhar dinheiro com isso. Achei fofo, porém fiquei envergonhada. Ele pediu desculpas pela “invasão” e eu falei que não precisava se preocupar, que não tinha nada a ver. O blog é público, certo? Qualquer um pode ler a qualquer momento. Pense nisso.

Eu olhando pro crush

Banner fofo feito pela Cacá!