(BEDA) Elegante, eu?

Nos últimos dias eu ouvi de várias pessoas diferentes que eu era uma pessoa muito fina e elegante e etc etc. Não vou negar, meu jeito de me vestir mudou consideravelmente nos último anos. Isso também inclui uma boa dose de maquiagem, porque tem que dar um acabamento nas fuças ou a gente assusta o povo logo cedo. Mas a verdade é que eu passei tanto tempo usando jeans e camiseta (porque eu não era uma garota como as outras RÇRÇRÇRÇ) e zero maquiagem que pessoas que conviviam comigo antes me estranham quando me veem hoje.

“Nossa, você precisa trabalhar chique desse jeito?”, escutei de uma colega que fez faculdade de veterinária comigo. Sei lá o que é ser chique. O que vocês consideram chiqueza? O porco é um animal chique porque ele mora no chiqueiro?

Eu comecei a mudar quando trabalhei num hotel. Primeiro, porque maquiagem era pré-requisito. Segundo, porque não adianta usar maquiagem se eu estou vestida como quem acabou de chegar do curral. Eu sempre, SEMPRE morri de vontade de usar roupas femininas. E eu estava aliviada porque podia ser a mocinha que eu sempre fui e tinha a desculpa do emprego por isso.

Você passa tanto tempo querendo atender as expectativas dos outros, sendo julgada e julgando outras mulheres que você não lembra que não deve picas veiosas a ninguém. E mais:

Você não pode ditar a uma mulher o que deveria fazer com que ela se sinta sexy.

A única pessoa que você deveria agradar é a si mesma. Use o que você quiser e seja quem você quer. Eu não vou mentir, pra mim tem sido uma luta diária quanto a isso de julgar outras mulheres, mas aos poucos eu vou mudando.

Só lembrando que… Às vezes a gente não quer ser chamada de elegante não.

Banner fofo feito pela Cacá!

Coisas bonitas

Estar em casa de molho pós cirurgia é uma excelente desculpa pra eu passar os dias vendo seriados, comprando coisas na internet e geralmente olhando pra imagens de pessoas bonitas e bem vestidas me inspirando a ser fabulosa. Massssssss… Vamos por partes.

Peaky Blinders

Eu estava a procura de alguma coisa legal pra me entreter e comecei a assistir Punho de ferro. Uns três episódios depois eu tava mais perdida que cebola em salada de fruta. Achei difícil me identificar com um pobre mocinho branco e rico e incompreendido que anda sem sapatos e assedia pessoas. Daí o céu se abriu e Jesus me lembrou da existência de Peaky Blinders, que é um seriado da BBC sobre uma gangue familiar pós primeira guerra mundial. É violento, cru e lindo ao mesmo tempo. Falei que o protagonista do seriado é o Cillian Murphy, que é meu top 3 homens que arruinaram todos os outros homens pra mim?

Olaaaaaaaaarrrrrr

Falando em BBC e em homens que arruinaram os outros, também assisti recentemente The Night Manager (valeu a indicação, Rharilinda!). Tom Hiddleston, o protagonista que juro que não vou falar mais nada aqui sobre, ganhou um Golden Globe pela performance. E que performance, minha gente. A segunda temporada foi anunciada e nóis tá como?????

Gente bonita, intrigas e violência. Tudo que eu gosto junto.

Compras online

Tenho comprado mais online por motivos de A) mudei pro meio do nada e B) é difícil achar coisas legais quando você é plus size. Tem que procurar bastante mas tem valido a pena. Faz pouco tempo que eu conheci essa loja aqui e tem um monte de vestido lindo e diferente do modelo saco de batata que você normalmente vê em outras lojas plus size.

Esse vestido vermelho por exemplo é um arrasa quarteirão. É lindo, é um comprimento raro de se ver e é comportado o suficiente pra usar no trabalho. Usei e foi sucesso. Também comprei esse vestido preto e recebi um monte de elogios. Já estou de olho em outros vestidos da loja e recomendo pra todo mundo que pergunta. Por conta do estilo, estou usando mais salto alto e comprei mais um scarpin na Zattini. Tem umas promoções muito legais e uma variedade imensa de sapatos.

Dita Von Teese

Eu ainda estou trabalhando na minha cabeça a ideia de que não preciso me vestir de forma masculina pra mostrar que sou competente. Quer dizer, você sofre uma programação cerebral a vida inteira pra ser bonita, mas sem nenhum esforço. Porque mulher que se preocupa muito com roupa e maquiagem é fútil, burra e vazia. É muito libertador usar vestido e salto alto. É mais libertador ainda poder se sentir bem usando o que você quiser e sendo quem você quiser. E a Dita ajuda muito como inspiração. Quer dizer, olha essa mulher.

Sim, eu comprei o vestido vermelho ali de cima com esse look em mente.

Agora preciso de um vestido azul marinho e de um vestido branco (já comprei, depois conto se curti ou não <3).

Pessoas Horríveis

Como eu já desisti de ser uma pessoa decente em 2011, comecei a publicar os capítulos do meu livro pornô online. Assim eu tenho onde despejar minha frustração sexual causada por C E R T A S P E S S O A S. Não terminei de escrever mas tenho mais ou menos uma ideia do final. Acho. Espero.