(BEDA) Duplo sentido

Eu tenho uma teoria que as pessoas acabam se tornando a profissão que escolhem. Engenheiros acabam virando computadores. Contadores são frios e calculistas e acabam virando calculadoras ambulantes. E os veterinários… São todos uns animais.

Sério, você já conviveu com um veterinário? Eu já convivi com vários pois: faculdade, estágios, pós e mestrado. Por conta disso, eu sou extremamente treinada em frases de duplo sentido, porque tudo, ABSOLUTAMENTE TUDO era motivo pra piadinhas.

– Mariana, levanta o rabo pra mim?
– Deixa comigo!

E numa profissão onde muitas vezes você está atolado até os joelhos em merda de vaca, bom humor é fundamental.

Nós trabalhávamos de bota de borracha, por isso perdi a conta de quantas vezes ouvi “Bota em você aperta?”. E na hora de tocar as vacas e fazer elas passar pelo tronco, cutucávamos elas com um pedaço de pau. Aí era um tal de “Enfia o pau por trás!”. Toda essa atividade e nós de macacão e bota de borracha. E o calor? Ahhhh com esse calor até jegue na bunda sua. Mas nada como uma chuvinha nas costas, um solzinho…

Mas se você estiver procurando por emoções mais fortes, podemos fazer uns bebês…

Uma foto minha fazendo um neném!

Eu por acaso mencionei que minha especialização foi em reprodução animal? Então quando eu digo que eu manjo dos paranauê de reprodução eu não estou exagerando. Reprodução é foda. E quando você sabe o que aquele monte de hormônios é capaz de fazer, parece que você está ainda mais suscetível ao efeito deles.

E quando eu digo que eu já vi mais pênis do que gostaria, não é brincadeira. Já vi, já peguei e inclusive, já coletei muito sêmen hahaha!

Por isso não se assuste se eu disser alguma coisa que soe como algo sujo e depravado. São anos de treino pra eu finalmente ter chegado nesse nível!

 

Banner fofo feito pela Cacá!